ARTETERAPIA

APLICADA À DEPRESSÃO

ENVELHECIMENTO COM DEPRESSÃO

O envelhecimento pode trazer grandes desafios adaptativos. A forma como as pessoas lidam com as adversidades, sejam elas provenientes do luto, de perdas afetivas, de status e financeiras, do sentimento de solidão, de doenças, de incapacidades funcionais ou estresses, pode contribuir para o desenvolvimento da depressão.

A falta de tratamento de episódios afetivos nos idosos está associada a consequências negativas de curto e longo prazo. Estas incluem maior prevalência de comorbidades médicas, maior mortalidade, piora da qualidade de vida, falta de iniciativa, lentificação no raciocínio, dificuldade para lidar com as questões da vida diária, para enfrentar novos desafios e para se engajar em atividades prazerosas. Além disso, pode haver também comprometimento cognitivo, perda da produtividade, declínio funcional e alterações da estrutura cerebral.

Pelas razões acima descritas, é importante a manutenção da cognição e da autoestima por meio de atividades que estimulem o cérebro e possam auxiliar o idoso e manter o foco de sua atenção nos aspectos agradáveis da vida. 

                                                                         Eliana Cecília Ciasca

Mostrar Mais